Rua Onze de Junho,  548 - Bairro Casa Branca - Santo André - SP - (11) 4992-5267 / secretaria@centroeducacionaldimensao.com.br

    Volta às aulas: alguns cuidados necessários...


    Verão combina com férias, mas as aulas vão recomeçar e não há como ficar de folga até março.

    Para que esses dias quentes não se tornem um problema para as nossas crianças, resolvemos elencar algumas sugestões de bem-estar:

    1. Alimentação leve.

    Se a criança almoça em casa antes de vir para a escola, priorize frutas, legumes e verduras nos dias mais quentes. Carnes magras grelhadas também são preferíveis às muito gordurosas. Evite frituras, que “pesam” no estômago.

    2. Hidratação.

    Refrigerantes são refrescantes e saborosos, mas não fazem bem à saúde. Além de conterem muito açúcar e ingredientes artificiais, eles não oferecem qualquer nutriente ao organismo. Água, sucos de frutas e água de coco são sempre as melhores escolhas, inclusive para mandar na lancheira.

    3. Roupas leves.

    Priorize as bermudas e saias do uniforme. Evite as meias grossas, que fazem os pezinhos das crianças transpirarem demais dentro do tênis.

    4. Aplique repelente.

    Com o aumento das temperaturas, os insetos se reproduzem mais rápido. Nossa escola é dedetizada, mas a dica é válida mesmo assim: use um repelente hipoalergênico nos pequenos, para evitar que sejam picados por insetos que, além do desconforto provocado pelas coceiras, podem transmitir doenças, como a dengue e a zika.

    5. Filtro solar.

    Na escola, as crianças ficam bem protegidas do Sol forte. Mas muitos pais trazem seus filhos a pé. Por isso, resolvemos incluir esse tópico na nossa lista de sugestões.

    Os raios ultravioletas podem acarretar danos à saúde, mas os pediatras não recomendam o uso de filtro solar antes dos seis meses de idade. Nessa fase, a proteção da pele do bebê deve ser feita com roupas, bonés e sombra. Além disso, deve-se evitar sair com a criança no período de Sol mais intenso (das 10 às 16 horas). O banho de sol nos bebês, recomendado para auxiliar na produção de vitamina D, deve ser feito antes das 10 da manhã, com duração de 5 a 10 minutos se a criança estiver só de fralda e de 20 a 30 minutos se estiver vestida.

    A partir dos 180 dias de vida, os pais podem optar por um protetor solar das linhas "baby", "kids" e "infantil". A linha "baby" é composta geralmente apenas de protetores físicos, isto é, por substâncias como óxido de zinco e de titânio, que não são absorvidas pela pele e, por isso, não causam alergias. Porém, sua consistência é mais densa, difícil de espalhar. Esses produtos agem como uma barreira de proteção: os raios batem, mas não penetram na pele.

    Após os seis meses de idade, o pediatra poderá liberar o uso de protetores solares químicos, compostos por várias substâncias que são absorvidas pela pele ao contato com os raios solares. Esses componentes reagem aos raios solares e impedem que a radiação penetre na epiderme. Como são absorvidos pela pele, são de fácil aplicação e ficam imperceptíveis. As linhas "kids"e "infantil" normalmente contêm uma mistura de protetores físicos e químicos.

    Com isso, esperamos curtir o resto do verão ao lado dos nossos pequenos, com muita alegria e descontração. Bem-vindos!

    #CentroEducacionalDimensão