Rua Onze de Junho,  548 - Bairro Casa Branca - Santo André - SP - (11) 4992-5267 / secretaria@centroeducacionaldimensao.com.br

    Há sempre tempo para as crianças.


    Outro dia li a história de um menino que passou alguns meses juntando moedas para guardar no cofrinho. Seu objetivo não era acumular uma quantia suficiente para comprar um brinquedo ou algo que desejasse.

    O que ele queria era dar um bom valor para o seu pai para que assim ele pudesse passar alguns momentos em casa. A ideia surgiu quando o menino percebeu que o mantenedor da família nunca tinha espaço em sua vida para a diversão. Estava sempre fora e quando ficava em casa demonstrava excessiva preocupação com o trabalho. Dizia que sua profissão o consumia muito e que não podia perder muito tempo. Assim que a criança guardou a quantia necessária ofereceu ao seu pai e disse: “Com este dinheiro agora podemos brincar um pouco. O que acha?”. O pai ficou emocionado e abraçou seu filho com a mente tomada pelo remorso.

    Acho que você já deve ter ouvido esta história e tantas outras de pais e mães que se deixam dominar pela correria do dia a dia e também pelo estresse. A vontade de oferecer aos filhos bens materiais que supram suas necessidades e garantam a segurança faz com que as pessoas sejam tragadas pela responsabilidade excessiva.

    O esforço é louvável, mas é preciso encarar esta missão com bastante equilíbrio. A infância é uma fase da vida que passa muito rápido e desperdiçá-la é cavar um buraco profundo no campo da culpa e cultivar uma estranha saudade de momentos mal vividos. É ter de encarar um vazio que perdura por toda a existência. Sempre que puder, divirta-se com seu filho. Nem que isso signifique ficar um pouco mais pobre, porém, com o coração mais rico. Há sempre tempo para as crianças!