Mamãe, não tenha pressa!


Conciliar a vida doméstica, com a profissional e a maternidade nunca foi e nunca será uma missão fácil. E o tempo muitas vezes parece jogar contra as mamães atarefadas.

Prova disso, são os inúmeros depoimentos de quem se perde em um turbilhão de afazeres e tem a sensação de que está deixando algo muito importante para trás: aproveitar todos os momentos junto dos pequenos. Este sentimento é perfeitamente aceitável, principalmente porque a infância é um período da vida que passa muito rápido e quando nos damos conta terminou. De repente, os filhos já não são mais aquelas criancinhas que precisam de colo e atenção. Tornaram-se adultos independentes e prontos para sair do ninho. É nesta hora que bate o arrependimento de não ter aproveitado direito a presença deles.

Diante desta constatação, muitas mulheres devem estar se perguntando neste exato momento, como é possível dar conta de tantas responsabilidades e, ainda assim, sentir que é uma boa mãe? Não existem respostas prontas, mas, se eu pudesse dar algum conselho às marinheiras de primeira viagem, eu diria o seguinte: invista qualidade no pouco tempo que sobra. Ou seja, esteja inteira, de corpo e alma, nos momentos que estiver com seus filhos. Não importa se restam apenas duas, três, quatro horas do dia para ficar com eles.

Ter um tempo de qualidade com as crianças é, muitas vezes, mais importante do que passar várias horas do dia com elas. Existem várias formas de se fazer isso, mas a principal delas consiste em esquecer o mundo que a cerca. Esqueça as contas a pagar, esqueça o dia difícil que teve no trabalho, esqueça a faxina, esqueça...esqueça! Concentre-se em uma atividade divertida com os pequenos.

Entregue-se à leitura do livro infantil, concentre-se na lição de casa e, sim, relembre a sensação que tinha quando ainda era uma criança e estava aprendendo as operações matemáticas. Deixe esta sensação tomar conta de você. Respire fundo e resgate esta menina que ainda mora aí dentro. Pergunte-se sobre o que você mais gostava de fazer junto com os seus pais e faça com seus filhos. Ensine a eles as brincadeiras de antigamente. Será que seus filhos sabem pular corda? Será que conhecem outras brincadeiras antigas, daquelas que ficaram esquecidas pelo uso excessivo dos eletrônicos que surgiram? Eletrônicos estes, que de certa forma, adquiriram também a função de preencher a falta de tempo dos pais.

Invista na qualidade do tempo que dedica ao seu filho!


    Rua Onze de Junho,  548 - Bairro Casa Branca - Santo André - SP - (11) 4992-5267 / secretaria@centroeducacionaldimensao.com.br